marketing_integrado.jpg

O trade marketing é conhecido em todo o mundo como a poderosa ferramenta de marketing dos varejistas. Quando aplicado corretamente, ela tem a missão de integrar a função de vender com a promoção dos produtos nos pontos de vendas. É por isso que se torna essencial às lojas acompanharem a evolução do mercado e entenderem as necessidades e desejos do shopper em se relacionar com a marca.

Ao longo da última década, o marketing varejista passou por importantes transformações. No passado, a área (ou profissional) de trade era diretamente subordinado ao departamento de vendas – já que, neste período, o entendimento era de que a função tinha exclusivamente o objetivo de vender mais.

O objetivo continua o mesmo, mas como o mercado evoluiu e o comportamento dos shopper também mudou, as marcas começaram a perceber que fazia mais sentido integrar as ações de merchandising no PDV com a estratégia de marketing, visando melhorar a forma de se comunicar com o público no ponto de venda e posicionarem seus produtos.

Grande parte desta mudança está relacionada com a importância que o branding vem ganhando para alavancar a competitividade. Quando alinhado com o trade marketing, o branding não tem apenas o objetivo de fortalecer a marca. Seu foco passa a ser baseado na estratégia de relacionamento com o cliente.

Investimento em marketing integrado

Sendo assim, é importante considerar nos projetos de trade o entendimento das necessidades do shopper. Com isso, fica mais assertivo priorizar no ponto de venda exatamente a informação que ele busca e despertar sua vontade e desejo pelo produto.

merchandising_pdv_horizontal

E uma maneira valiosa de fazer isso é por meio de estratégia de marketing integrado. No momento de planejar e desenvolver as ações de merchandising no ponto de venda é importante levar em consideração todas as ferramentas de marketing que se tem à disposição e buscar um mix que combine exatamente com seu projeto.

Da mesma forma que é necessário considerar o atendimento por mobile shopping, também é preciso planejar as ações offline, ou seja, investir em adesivagem, displays, wobblers e criar uma comunicação visual que vá de encontro com o posicionamento da marca.

Se a área de trade ainda atua de forma separada na sua empresa ou muito próxima apenas à equipe comercial, talvez, seja o momento de considerar aproximá-la da área de marketing. Se foco continuará sendo aumentar as vendas, mas com a opção de desenvolver um trabalho integrado, as chances de vender mais valorizando o branding são maiores.

Guia_Signmaker