Signmaker_blog-4.jpgUma das preocupações de quem opta por trabalhar com diversos fornecedores para a elaboração do projeto de comunicação visual é ficar na mão do parceiro e ter o resultado final comprometido, caso ocorra algum contratempo na produção gráfica ou qualquer outra etapa.

Realmente, se você ainda não tem uma relação de confiança estabelecida com a empresa de comunicação visual, é importante ter cautela e fazer a migração das ações de merchandising no ponto de venda aos poucos.

Ao centralizar todo o projeto com o mesmo fornecedor, você ganha em diversos pontos: consistência, poder de barganha, facilidade de gestão, etc. Porém, muitos fornecedores não têm condições de atender um grande projeto e esse é um dos motivos que levam o cliente a pulverizar entre vários fornecedores.

Entretanto, se você tem um parceiro confiável, especializado nesse tipo de trabalho e com capacidade para te atender, com certeza, corre mais risco ao pulverizar a produção do projeto de comunicação visual com diversos fornecedores.

Confira os erros mais comuns que podem acontecer ao fazer isso:

# Falta de comprometimento

Ao dividir com duas ou três empresas de comunicação visual a produção dos materiais de PDV, você está colocando em risco a qualidade final do projeto e do comprometimento do fornecedor. E não é difícil entender o motivo disso. Se uma empresa fica com 60% da execução da campanha de merchandising, outra com 30% e a última com 10%, provavelmente, as duas últimas não valorizarão seu projeto da mesma maneira do que a primeira. E muitos erros de execução e qualidade podem surgir neste momento.

Guia_Signmaker

# Erros de comunicação

Quando você opta por descentralizar a produção dos materiais de PDV, possivelmente, falará com diversas pessoas em cada empresa de comunicação visual. A probabilidade de ocorrer erros de comunicação é grande, o que pode comprometer o resultado final. Além disso, o processo de explicar a mesma coisa para pessoas diferentes é muito cansativo.

# Qualidade dos materiais

Outro ponto negativo ao pulverizar o job com diversos fornecedores é que você não consegue acompanhar a impressão das peças pessoalmente. Lembre-se que para uma boa execução no PDV é preciso que os materiais tenham uniformidade das cores, texturas e tamanhos. E só é possível atender o padrão de excelência acompanhando de perto cada etapa de produção.

# Furo no prazo de entrega e instalação

Quando se tem uma campanha de ações de merchandising planejadas para todas as lojas do Brasil, por exemplo, nenhum prazo previsto no cronograma pode ser alterado. Isso colocaria em risco toda a estratégia comercial e de marketing da empresa.

Dessa forma, pulverizar o desenvolvimento dos materiais do ponto de venda reduz a assertividade no gerenciamento em relação ao andamento e entrega do trabalho.

Depois de tudo isso, você continua achando que dividir a produção do projeto de comunicação visual com vários parceiros é a melhor escolha? Busque uma empresa de comunicação visual que tenha referência na produção de grandes projetos de merchandising no ponto de venda e passe a ter mais tranquilidade no gerenciamento de todas as etapas.