nextel_sign_maker.jpg

O cenário econômico brasileiro ainda é duvidoso para o segundo semestre. Os especialistas apontam uma tímida retomada da economia em 2017, mas ainda longe de algo a ser comemorado. Este posicionamento faz com que as verbas de trade marketing fiquem cada vez mais enxutas.

Entretanto, não dá para sacrificar a qualidade do projeto de comunicação visual e comprometer a chance de aumentar as vendas no PDV, certo?

Se na tentativa de reduzir custos você avaliar somente o fator preço na hora de terceirizar o trabalho, corre o risco de ter problemas no processo de produção gráfica e ainda deixar de contar com os recursos da impressão digital para criar materiais de pdv com acabamentos e formatos diferenciados.

Tudo num só lugar

A alternativa para executar um projeto de comunicação visual que consiga equilibrar bom atendimento, qualidade dos serviços e cumprimento dos prazos está em buscar um fornecedor único para gerenciar toda a cadeia.

Ao concentrar a produção gráfica com um único fornecedor você ganha em custo benefício, segurança e na qualidade final, já que terá a uniformização de cores e materiais em todas as peças do PDV e o comprometimento de positivação da campanha em todas as lojas ao mesmo tempo.

Além disso, você ainda tem a facilidade de fazer a gestão única do projeto. Ao falar apenas com uma única empresa de comunicação visual é possível ter uma economia considerável de custos e tempo.

Outra vantagem importantíssima é o poder de barganha na negociação. Como você vai concentrar o projeto completo com o fornecedor, seu ticket médio aumenta e você passa a ser um cliente diferenciado, o que torna mais favorável os acordos e ajustes de preços.

merchandising_pdv_horizontal

Fique de olho: avalie o fornecedor

Embora seja mais vantajoso concentrar a demanda com uma única empresa é preciso colocar em prática algumas medidas para não correr o risco de comprometer a campanha de merchandising no ponto de venda.

Por isso, procure entender como funciona o modelo de parceria com fornecedores de outros estados, verifique se são enviados relatórios fotográficos de conclusão da obra, avalie a qualidade da execução dos materiais – afinal, cabe à empresa de comunicação visual avaliar se o design é viável para impressão ou não- e não esqueça de avaliar seu parque tecnológico e pedir referência de trabalhos anteriores.

Chega de gerenciar diversos fornecedores e ter problemas no projeto de comunicação visual!