signmaker_printers.jpgQuem gerencia estratégias de merchandising nos pontos de venda há mais de cinco anos provavelmente se lembra das inúmeras “manobras” utilizadas na produção gráfica para criar materiais diferenciados para displays, totens, wobbler ou qualquer outro tipo de formato, não é?

Os equipamentos gráficos tradicionais (analógicos) e a tecnologia utilizada nas tintas era um grande limitador para o desenvolvimento de novos produtos. A pequena gama de substratos disponíveis para impressão, os formatos pequenos dos equipamentos e a tiragem mínima necessária restringiam o nível de inovação de formatos e materiais, além de encarecer muito os projetos.

O longo tempo de resposta do processo analógico, ou mesmo do digital aumentava significativamente o prazo de produção dos materiais de PDV, já que era necessário imprimir primeiro em adesivos para depois revestir as peças.

Alta resolução e qualidade na comunicação visual

 

Hoje em dia, com a sofisticação e a evolução dos equipamentos e da tecnologia é possível criar novos formatos de materiais de PDV com mais facilidade e extrema qualidade e resolução, o que potencializa os resultados e o efeito da peça final de comunicação visual.

Imagine, por exemplo, conseguir imprimir em um MDF cru e manter intacto o aspecto da madeira? Antes, para conseguir esse efeito, era necessário recorrer ao processo analógico, como a serigrafia (sinônimo de grandes tiragens e um alto custo de ferramental).

Já com a tecnologia atual de impressão UV é possível imprimir diretamente em no material, em baixa tiragem, com rapidez e preço acessível – já que não é preciso mais considerar custos com fotolitos, telas e etc., que eram considerados no passado.

Com o avanço da tecnologia, a impressão digital UV – que tem o mesmo conceito de uma impressora tradicional jato de tinta, mas com a rápida secagem da tinta através da exposição de raios UV emitidos pelas lâmpadas – é possível imprimir praticamente em qualquer material, o que aumenta imensamente a possibilidade de inovação e criatividade na produção das peças de comunicação visual.

O céu é o limite

Essa tecnologia permite a impressão de qualidade e alta resolução em qualquer superfície plana lisa ou porosa, livre de grandes oscilações.

Os recursos são tão inovadores que é possível imprimir em pisos, como no chão de ônibus – conhecido como pisobus – em EVA, couro, vidro, azulejo, PVC, acrílico, placas cimentícias e diversos outros materiais.

Com inúmeras possibilidades, é ideal que tanto as empresas de comunicação visual quanto agências e equipes de marketing e criação mantenham-se atualizadas em relação às novas tendências, sempre buscando maneiras mais eficientes e criativas de utilizar a comunicação visual no PDV.

Guia_Signmaker